• O site Explica Fácil, que oferece PDFs e textos grátis para professores e estudantes, adicionou o link para o site da Seneca como recomendação de materiais interativos e dinâmicos para os usuários.

  • Os Educadores sem Fronteira, que possuem programas sócio-educacionais para professores e estudantes de regiões menos favorecidas, também adicionaram a Seneca a seu site, como recomendação de recursos de qualidade. Parte dos esforços dos Educadores sem Fronteira é na capacitação de licenciandos para o magistério.

  • A Empresa Brasil de Comunicação (EBC), vinculada à Secretaria de Governo da Presidência da República, fez uma entrevista com a Dra Flavia Belham, cientista chefe da Seneca, para seu programa Revista Brasil. Eles conversaram sobre como a tecnologia Seneca desenvolvida nesta Novação usa neurociências para ajudar professores e estudantes brasileiros de graça.

  • A Rádio CBN entrevistou a Dra Flavia Belham sobre a metodologia e a tecnologia da Seneca e como ela vem ajudando alunos e professores gratuitamente no Brasil.

  • A consultora educacional Túria Lopes entrevistou a Dra Flavia para seu canal “Professor Ideal”. Falaram sobre metodologias ativas, neurociências e educação e também sobre a plataforma Seneca.

  • O Jornal Hoje em Dia, de Minas Gerais, fez uma reportagem sobre diferentes plataformas educacionais que são usadas por 40% dos candidatos ao ENEM. A Seneca foi uma das plataformas mencionadas na reportagem

  • O Portal Meon, do Vale da Paraíba, entrevistou a Dra Flavia Belham sobre sua carreira e a plataforma Seneca.

  • O canal Onde Eu Clico, sobre Tecnologia Educacional, fez um vídeo explicando os principais benefícios da Seneca. O canal tem mais de 32 mil inscritos e o vídeo já foi visualizado mais de 2500 vezes.

  • O Porvir, que é a maior plataforma de conteúdos e inovações educacionais no Brasil, escreveu sobre a Seneca, com foco especial nas metodologias ativas e na gamificação

  • A jornalista e especialista em Educação a Distância Sandra Medeiros escreveu sobre como que a união entre neurociências e tecnologia da plataforma Seneca auxilia a aprendizagem dos alunos.

  • O Sindicato dos Professores do Distrito Federal escreveu uma reportagem recomendando o uso da Seneca e chamando a tecnologia desenvolvida nesta Novação de uma “educação acessível e de qualidade”

  • O portal Aprendendo Sempre recomenda a plataforma Seneca por causa de seu conteúdo adaptativo e motivador. O Aprendendo Sempre é uma iniciativa de várias organizações sociais para apoiar gestores, professores e famílias durante a pandemia de Covid-19 para que todos os estudantes continuem aprendendo.

  • O professor Adriano Oliveira da Silva gravou um vídeo ensinando a usar o aplicativo da Seneca para estudar matemática, em seu canal do YouTube.

  • O Colégio Estadual Sylvio de Mello em Mourinhos, Goiás, utilizou a Seneca como base das suas aulas virtuais durante a pandemia em 2020. Um dos exemplos está disponível no canal do colégio no YouTube.

  • O professor Fábio de Química, do canal “fabião da química”, gravou um tutorial para ensinar estudantes a utilizar a Seneca em casa. Ele também utilizou a Seneca como material complementar para suas aulas.

  • O professor Bruno Coutinho escreveu sobre o "framework" Seneca em seu blog sobre tecnologias educacionais.

  • O professor Fábio Costa, da Escola Estadual Gilberto Freyre, em Taboão da Serra (SP), gravou um vídeo para compartilhar a Seneca com os demais professores da Rede.

  • Vídeos do estudante Emanuel sobre como ele utiliza a Seneca para estudar.

  • O professor Victor Lordani, ligado à USP, gravou um vídeo recomendando o uso da Seneca por professores e alunos.

  • A Revista Nova Família publicou uma reportagem sobre como a tecnologia Seneca ajuda estudantes a se preparar para o ENEM de forma gratuita.

Encontrou sua resposta?